Fazer a ligação entre as pessoas e o ambiente

Integração de Dados e Acesso Aberto

A Rede Portuguesa de Monitorização Costeira (CoastNet) é uma infraestrutura de investigação incluída no Roteiro Nacional de Infraestruturas de Investigação de Interesse Estratégico, criada para melhorar o conhecimento acerca do funcionamento dos ecossistemas costeiros Portugueses, através do desenvolvimento de um sistema de monitorização costeiro.

A CoastNet fornece capacidade de visualização de dados e acesso gratuito às bases de dados construídas com dados obtidos in-situ. Esta infraestrutura fornece igualmente múltiplos serviços tais como: avaliações da qualidade ambiental, investigação, inovação, consultoria pública e privada, suporte laboratorial e recolha e obtenção de dados.

Os parâmetros físicos, químicos e biológicos obtidos em três estuários Portugueses (Mondego, Tejo e Sado) e zonas costeiras adjacentes, contribuem para uma avaliação integrada a longo prazo das tendências registadas nas comunidades costeiras.

Ao avaliar e monitorizar as condições ambientais destes sistemas costeiros Portugueses, a infraestrutura CoastNet contribui para a exploração sustentável dos recursos e para a conservação da biodiversidade.

Principais objetivos
  • Obter observações locais e remotas da costa Portuguesa; 
  • Integrar e disponibilizar a visualização dos dados obtidos;
  • Permitir o acesso gratuito aos dados obtidos em tempo real e dados históricos.
O funcionamento da CoastNet desenvolve-se a partir de 3 linhas de ação:
  1. Sistema de Deteção Remota Costeiro (CRSS) 
    O CRSS fornece uma série de produtos de observação da Terra (EO) para a região da costa Portuguesa, que podem ser acedidos e visualizados quase em tempo real, e descarregados pelos utilizadores da infraestrutura.
  2. Sistema de Monitorização Ambiental e Biológica (EBMS)  
    O EBMS fornece medições contínuas de variáveis ambientais e biológicas, ao longo do gradiente estuarino dos estuários do Mondego, Tejo e Mira.
  3. Portuguese Tracking Network (PTN) 
    A PTN  possui uma série de receptores de biotelemetria acústica em vários estuários Portugueses e zonas costeiras adjacentes, recolhendo dados sobre o movimento de animais marcados.